O que você quer ser quando crescer? Tudo!

Ouvi o termo multipotencial pela primeira vez em 2009, através da autora Margaret Lobenstine, que por sua vez a descobri através de uma matéria numa revista Claudia, que estava lendo enquanto aguardava minha vez no salão de beleza. Ela os chama de “Novos renascentistas”, fazendo menção ao período histórico da Renascença, onde surgiram grandes gênios da humanidade (não é à toa que sempre admirei o trabalho de Leonardo Da Vinci). Tudo para descrever pessoas com múltiplos interesses, que aparentemente não terminam nada que começam, logo se cansam de um mesmo assunto e não conseguem de jeito nenhum se especializar numa coisa só. Ao começar a ler a matéria, tive uma enorme sensação de alívio, tamanha era a forma como eu tinha me identificado com o que dizia em cada linha. Lembro-me até hoje, instintivamente arranquei as páginas da revista para ler o artigo com mais calma quando chegasse em casa (e é claro, pesquisar hahaha). Finalmente soube que não estava sozinha, que eu não era um ET e que não precisava me sentir horrível por não conseguir responder a grande pergunta que dá título a esse post. Para não dizerem que sou maluca e etc e tal, escaneei a matéria e você pode acessá-la aqui (sim, guardei ela até hoje rs). 

image3344

Daí pra frente, comprei o livro dela (que me acompanha até hoje e estou lendo pela segunda vez) e comecei a revirar a internet atrás do assunto. Na época, não havia muita coisa mas hoje descobri outros profissionais que falam a respeito dos multipods (outro termo rs). Se eu tivesse sabido a respeito desse assunto antes (na infância pra adolescência, por exemplo) eu teria poupado com certeza muitas crises de identidade, sofrimento, vergonha, comentários infelizes além de caras e bocas de família, amigos e pasmem, até de desconhecidos. Bastava ter dito: “Tenho muito que aprender, se há infinitas possibilidades porque ficar limitada a uma única coisa? Tenho horror a idéia de limitação, não tenho nenhuma vontade de me especializar e nunca tive. Agradeço a sua opinião mas sou feliz assim.”

Ainda estou aprendendo a usar esses interesses ao meu favor, profissional e pessoalmente. No entanto, para entender um pouco melhor sobre esse perfil, separei alguns vídeos de profissionais que estudam e auxiliam essas pessoas a acharem um caminho para serem bem sucedidas em suas escolhas.

Quem sabe você tem uma pessoa próxima que é um multipotencial e de repente está perdido ou não sabe pra onde ir? Que esses vídeos façam de você uma pessoa maravilhosa para ajudar alguma outra perdida por aí (gostaria muito de ter encontrado uma pessoa dessa no meu caminho rs)


Não esqueça de comentar abaixo e nos vemos no próximo post!

Bjs