5 lições para aprender com o filme Joy: O nome do sucesso

Oi gente, tudo bom? A dica de hoje é pra quem precisa de uma injeção de criatividade, superação e empreendedorismo.

Esperei ansiosa pelo lançamento desse filme porque eu gosto dessa atriz (pra quem não se recorda é a Jennifer Lawrence, protagonista da trilogia Jogos Vorazes), e fiquei curiosa para ver sua atuação num papel totalmente o oposto do que ela vem interpretando. O elenco não deixa a desejar, com De Niro e Bradley Cooper. Adorei!

O longa foi baseada numa história real, da americana Joy Mangano, uma empreendedora de sucesso conhecida nos Estados Unidos por criar diversas coisas. Na produção, ela é mãe solteira que precisou abrir mão dos seus sonhos para cuidar da família, mas não de sua criatividade. O filme intercala flashes da sua infância com o momento atual, mostrando que o lado inventor sempre esteve presente na vida dela. E como em meio as dificuldades, decepções e brigas, inventou um esfregão revolucionário e alcançou o sucesso.

Meditando sobre esse filme, descrevi 5 coisas que podemos aprender com Joy:

Superação – Durante as cenas é possível identificar as adversidades que a personagem enfrenta, inclusive a de ver seu invento ser plagiado. Apesar de ter tido momentos em que queria desistir, em meio as dificuldades familiares, financeiras, habilidades que ela não tinha e tudo mais, a vontade de vencer foi muito maior! 

Jamais desistir – Como eu disse antes, querer desistir faz parte do processo de crescimento durante essa etapa mas a perseverança sem dúvida, é que faz a diferença. Ainda que as situações não sejam favoráveis e pareça impossível, ela se encheu de determinação e prosseguiu para o alvo, sem pestanejar!  

Focar no que realmente importa – Com o turbilhão de coisas acontecendo na sua vida em nenhum momento ela perdeu o foco. Se esforçou para desenvolver habilidades que não tinha, lutou para conseguir um investidor que acreditasse nela, foi vender ela própria o seu produto e foi ousada para conseguir o espaço que precisava para divulgar sua invenção. 

Não dar ouvidos a tudo e todos – No decorrer do filme, é possível perceber que a motivação e o apoio vieram das pessoas mais improváveis. A sua própria família, em vários momentos causou empecilhos, criticou e fez de tudo para que ela desistisse da idéia de continuar, ainda mais quando as coisas davam errado. Joy foi sim afetada pelas opiniões em alguns momentos mas sua criatividade e inteligência foram a força de que ela precisava para se levantar e continuar, custe o que custasse.

É um filme que vale muito a pena assistir! Espero que tenham gostado e até o próximo post!